Home Artigos Ousadia e desafio
Ousadia e desafio

Ousadia e desafio

0
0

A cobertura da eleição de Manaus, realizada em dois turnos, nos colocou em posição de destaque no concorrente universo dos novos e dos tradicionais meios de comunicação do Amazonas.

Conseguimos esse feito em razão da nossa postura de independência na abordagem dos fatos, como determina o bom jornalismo. Por isso, geramos polêmicas e debates apaixonados no decorrer do primeiro e segundo turnos.

Cumprimos, então, com a nossa meta nesse ciclo de cobertura, que foi a de oferecer opiniões e informações diversas ao eleitor, para que ele pudesse escolher o seu candidato de modo consciente.

É verdade que não agradamos a todos os eleitores, nem a todos os candidatos. Também não é, não foi e jamais será essa a nossa intenção. O material com o qual trabalhamos exige sempre o contraditório. E isso fica muito mais evidente na nova mídia, que se articula em redes computacionais e amplia as contradições que constituem uma informação, uma opinião ou um dado.

Agindo assim incomodamos quem detém poder. Fomos atacados, mas fomos duros com aqueles que nos atacaram. Fomos questionados e criticados em nossos equívocos, com os quais podemos aprender e, em boa hora, agradecemos a esses interlocutores de boa-fé.

Não poderia ser diferente. Nosso primeiro compromisso é com a verdade, mas não com a verdade linear ou de mão única. Este BNC tem a verdade como a compreensão de fatos que resultem do envolvimento de várias vozes.

Encerramos essa campanha engradecidos pela nossa ousadia de praticar um midialismo inquietante, ao mesmo tempo edificante. Por fim, é bom que se diga que esse é o nosso desafio do dia a dia.

 

Arte Jackson Matos

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close