Home Destaque Seis horas de chuva, um dia de angústia
Seis horas de chuva, um dia de angústia
0

Seis horas de chuva, um dia de angústia

0
0

Os moradores de Manaus sofreram na pele, literalmente, os efeitos de uma cidade sem a infraestrutura urbana necessária para suportar uma chuva forte.

A chuva que começou nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, dia 27, causou alagamento, desabamento, desbarrancamento, mortes e prejuízos de toda a sorte para moradores das áreas próximas dos inúmeros igarapés que cortam a capital, principalmente.

Talvez com a antecipação de alguns dias, o inverno amazônico tradicional chegou com toda a força e bastaram seis horas para provar que a Manaus vendida na campanha eleitoral, há apenas dois meses, não é tratada com o carinho que o prefeito diz ter por ela.

Até mesmo o asfalto boca de urna jogado em algumas ruas das zonas Norte e Leste, justamente as que mais sofreram com a chuva de hoje, sucumbiram em buracos 60 dias depois.

A chuva às vésperas do novo ano veio para dizer a todos que é necessário cobrar bastante cuidado com a cidade por parte daquele que recebe altos recursos públicos para cuidar das ruas, das áreas alagadas e de riscos, enfim, cuidar da vida do cidadão.

Chuva é chuva desde o início do mundo, e no Amazonas é combinado também em igual período que a partir de dezembro ela cai com toda força. Afinal, os rios precisam repor seus estoques de água e de vida.

O que não é combinado é que Manaus sofra a cada chuva porque o administrador municipal não constrói sistema de esgoto, as vias não são urbanizadas com meio-fio e calçadas, os igarapés, verdadeiros esgotos a céu aberto, já não conseguem dar vazão ao volume de água tal é o nível de poluição, e famílias continuam a habitar em suas margens por inexistência de política de moradia, e por aí vão os problemas resultantes do abandono da capital.

As imagens do drama vivido pelo morador de Manaus, em fotografias e vídeos que circulam nas redes sociais, falam por si. A primeira gravação choca ao mostrar uma casa sendo arrastada pelas águas do Igarapé do 40.

 

Veja mais estragos causados pela chuva em Manaus, a “cidade inteligente”.

deslizamento-nova-vitoria
No bairro Nova Vitória, zona leste, uma residência desabou matando quatro pessoas de uma mesma família

 

Desbarrancamento na avenida Grande Circular 2
Um desbarrancamento bloqueou a avenida Grande Circular 2, bairro Cidade de Deus, zona leste

 

ruas que viraram rios em Manaus
Ruas que viraram verdadeiros rios foram ocorrências comuns nesta terça-feira, dia 27
jacaré
Na avenida Manaus 2000, zona centro-sul, até jacaré foi capturado tentando fugir da enchente

De acordo com a Defesa Civil de Manas, a maior incidência de ocorrências foi de alagamentos, totalizando 15 registros, e deslizamentos de barrancos, no total de 12.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), desde às 0h00 de hoje choveu em Manaus 102,02 milímetros, sendo o horário de maior intensidade das 9h e às 11h (72,8 mm). O acumulado do mês já ultrapassa os 420 milímetros, enquanto o normal esperado era entre 190 e 200 milímetros.

 

Leia mais

Manaus, uma cidade realmente inteligente

 

Fotos e vídeo: Reprodução da internet e divulgação do leitor

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close